CULTURA

Após mais de 10 meses desativado, Prefeitura reativa Memorial de Belo Jardim
Ato aconteceu ontem (16) no Memorial da Estação Cultura Nelson Ramalho.


Imagem/Reprodução da internet

Em 02 de fevereiro, antes ainda de nosso portal estar no ar, noticiamos nas redes sociais que a atual gestão havia desativado o Memorial Belo Jardim, espaço que contava um pouco da história do município e que segundo blogs da cidade, a casa histórica onde funcionava a entidade possivelmente seria demolida.

A casa em questão, além de ter uma bela fachada como poucas que restam no município, acolheu moradores ilustres da história belo-jardinense, como o ex-prefeito de Belo Jardim, Arnaldo Maciel. Quanto a casa, parece que ela continua resistindo a possível demolição.

Ontem (16), o prefeito Gilvandro Estrela (DEM), entregou à população do município o Memorial da Estação Cultura Nelson Ramalho. A entrega do novo espaço teve a presença do ex-ministro da Educação, Mendonça Filho, e da secretária de Cultura, Turismo, Esportes e Empreendedorismo da cidade, Cândida Moreira.

Durante o ato, o gestor também entregou, de forma inédita, uma justa homenagem aos artistas que construíram história em Belo Jardim. Foram entregues certificados de ‘Memória Viva’ a 25 entidades culturais e pessoas físicas que contribuíram para o desenvolvimento da cultura no município.

A reabertura do Memorial da Estação Cultura Nelson Ramalho há muito tempo era aguardada pela população, tendo em vista que o local dispõe de um rico acervo cultural e histórico sobre Belo Jardim. Na solenidade de reabertura, a entrega dos certificados de Memória Viva, referentes ao edital nº 001 da Lei Adir Blanc 2021, se tornou um marco na história do município, visto que é a primeira vez que entidades culturais e pessoas físicas recebem o reconhecimento do seu trabalho desenvolvido na cultura local.

No total, 25 entidades culturais e pessoas físicas receberam o certificado e foram contempladas com um prêmio no valor de R$ 5 mil, que já foi depositado na conta dos beneficiados, totalizando R$ 125 mil injetados na cultura local. As personalidades contempladas foram: Jorge Brasiliano, Luzinete de Jesus, Grupo Cultural Boi da Gente, José Bertulino, Maria José de Oliveira, Sociedade Cultural Musical São Sebastião, Sociedade de Cultura Musical, Aparecida de Lima, Associação Vida Jovem de Capoeira, Idinaldo Fonseca, Sebastião Gomes, Academia Belo-jardinense de Letras e Artes, Miguel Fernandes, Forró Pé de Serra Chapéu de Couro, Márcio Francisco, Josefa da Conceição, Luiz Pereira, Associação dos Bacamarteiros de Santa Luzia, Luiza Maria da Silva, Maria do Carmo, Balbino de Almeida, Antônio Vieira, Engenho Serra do Vento, Francisco de Lima e Elaine do Nascimento.

TURISMO – Na reabertura do equipamento cultural, também foi lançado o Programa de Turismo “Bora Pernambucar”, parceria com o Governo do Estado, que tem o objetivo de fomentar o turismo em Pernambuco. O lançamento contou com entregas do Passaporte Pernambuco, disponível na sede da secretaria e disponível para todos os belo-jardinenses.

O passaporte inclui, inclusive, 14 pontos turísticos de Belo Jardim, sendo eles: trilhas e cachoeiras, engenhos, rampa de voo livre, Memorial Frei Damião, Santuário Nossa Sra. das Cabeças, Santuário Nossa Sra. Mão de Todos, Casarão de Arte Conceição Moura, Centro de Artesanato Tareco e Mariola, Estação Cultura Nelson Ramalho, Pedra do Caboclo, Parque do Bambú, Praça da Criança, Praça da Conceição e Espaço Conceição Moura.



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Participe do nosso grupo e canal do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CULTURA  |   04/01/2022 19h44





CULTURA  |   11/12/2021 06h18